Rede e site do Património Mundial no Centro de Portugal apresentados na BTL

O Turismo Centro de Portugal apresentou hoje, no seu stand na BTLBolsa de Turismo de Lisboa, a rede, o site e a assinatura da operação Lugares Património Mundial do Centro, um programa que integra os recursos turísticos da região Centro de Portugal inscritos na lista Património Mundial da Humanidade da UNESCO: o Mosteiro de Alcobaça, o Mosteiro da Batalha, a Universidade de Coimbra Alta e Sofia e o Convento de Cristo em Tomar.

Apresentação da rede, site e assinatura da operação Lugares Património Mundial do Centro (foto Paulo Cunha/Slideshow).

Esta é uma operação que “tem a capacidade de criar valor acrescentado para as empresas e empresários do Centro que estão no perímetro dos lugares Património da Humanidade”, destacou Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, na apresentação. Além de que, acrescentou, “ajuda a reforçar a marca Centro de Portugal e a marca Portugal”. “Cerca de 49% das 1000 milhões de viagens que se fazem anualmente no mundo acontecem por motivação cultural. Os visitantes dos novos mercados emissores, que não trabalhávamos antes, procuram diversificar as suas experiências e visitar o património da humanidade é uma experiência privilegiada”, frisou.

Pedro Machado (TCP) na apresentação da rede, site e assinatura da operação Lugares Património Mundial do Centro (foto Paulo Cunha/Slideshow).

A apresentação foi conduzida por Carlos Martins, coordenador da operação, que elencou as iniciativas que já aconteceram ou vão acontecer. “Os lugares património da humanidade têm valor universal e nós temos a sorte de estarem no nosso território. São alguns dos monumentos mais visitados em Portugal: juntos, somam 1,3 milhões de visitas por ano. Se fizermos bem o trabalho de divulgar este património em rede, a região ficará ainda melhor. O desafio é este trabalho em articulação, é criar uma camada que seja superior à soma das partes”, salientou.

Uma camada que se evidencia na própria assinatura que acompanha todas as iniciativas da operação: um selo criado pelo internacionalmente multipremiado designer Eduardo Aires, e que remete para os quatro sítios classificados.

Ao abrigo desta operação, foram já realizadas várias iniciativas, no segundo semestre de 2017. Um segundo ciclo de programação irá acontecer entre maio e dezembro deste ano.

Carlos Martins aproveitou para anunciar o lançamento de um site específico dedicado a estes lugares, já disponível em www.patrimoniomundialdocentro.pt.

Paulo Batista, presidente da Câmara Municipal da Batalha, encerrou a apresentação, em representação do consórcio, salientando que esta “rede é a porta da entrada para a região Centro de Portugal”, capaz de “potenciar a marca a nível nacional e internacional”.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *