Opinião,  País

Quando a comunicação social cria notícias falsas

Pouco depois do início da pandemia de Covid-19 surgiram nas redes sociais várias “teorias” sobre a sua origem. Uma das que mais rapidamente se ‘propagou’ dizia que o vírus foi criado por Bill Gates para depois vender a vacina. E como é que essa “teoria” surgiu? De forma bem simples. Em 2019, a Fundação Bill e Melinda Gates e o Centro John Hopkins, fizeram uma simulação de pandemia de coronavírus com origem no Brasil que se espalhava pelo mundo inteiro. O objectivo era determinar o nível de preparação, a resposta e os desafios de tal evento. Uma das pessoas que teve conhecimento do evento concluiu imediatamente que em vez de uma simulação era uma previsão (ou quis concluir). Depois, foi só fazer uma imagem no Paint ou no PowerPoint e lançá-la nas redes sociais. Está tudo explicado aqui.

Nesta terça-feira, 24 de Novembro, um website nacional de notícias ouviu um podcast em que Bill Gates participiu e falou sobre a pandemia actual e o futuro. No podcast, Bill Gates dizia: a próxima pandemia “poderá ser daqui a 20 anos”, mas “devemos assumir que pode ser dentro de três anos”. A afirmação foi bem clara e não deixa qualquer margem para interpretação. Qual foi a conclusão do website de notícias: Bill Gates prevê nova pandemia “dentro de três anos”. Ao ler a notícia concluímos que não foi isso que o website de notícias percebeu, mas, ao escolher esse título, sabia que iria atrair mais facilmente muitos mais cliques. Daqui até chegar a alguém que só leu o título da notícia e quer criar mais uma notícia falsa e pô-la a circular nas redes sociais é um pequeno passo. Mas, neste caso nem foi preciso, porque o próprio artigo já cria uma notícia falsa!

https://zap.aeiou.pt/bill-gates-nova-pandemia-tres-anos-361484
DAVOS/SWITZERLAND, 24JAN13 – William H. Gates III, Co-Chair, Bill & Melinda Gates Foundation, USA talks during the session ‘The Global Development Outlook’ at the Annual Meeting 2013 of the World Economic Forum in Davos, Switzerland, January 24, 2013.
Copyright by World Economic Forum
swiss-image.ch/Photo Sebastian Derungs

One Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *