Furacão Leslie — Portugal enfrenta a mais forte tempestade atlântica desde 1842. Zona Centro deverá ser uma das mais atingidas

Após três semanas a movimentar-se no Oceano Atlântico, o furacão Leslie atingiu este sábado Portugal. Esta é apenas a terceira vez que uma poderosa tempestade chega à Península Ibérica nos últimos 176 anos. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou hoje 13 dos 18 distritos do continente sob aviso vermelho, devido à previsão de vento forte. Este é o nível de alerta mais grave numa escala de quatro.

D: Depressão Tropical – velocidade do vento menor que 60 km/h S: Tempestade Tropical – velocidade do vento entre 60 km/h e 120 km/h H: Furacão – velocidade do vento entre 120 km/h e 180 km/h

De acordo com as previsões, o Furacão Leslie irá começar a fazer-se sentir no território continental a partir das 18 horas na região de Lisboa, deslocando-se com a velocidade de cerca de 60 km/h para nordeste, perdendo intensidade e passando a categoria de tempestade pós-tropical. A passagem do Leslie será marcada por vento forte e precipitação. A partir do final da tarde é esperado muito vento, chuva e forte agitação marítima. As últimas previsões do IPMA apontam para a ocorrência de vento médio de 40 a 65 km/h com rajadas de vento até 130 km/h entre as 19h de sábado e as 07h00 de domingo, em especial na costa ocidental e nas terras altas.

Apesar de o furacão ter passado pelo arquipélago da Madeira sem causar danos e de estar agora em transição para uma tempestade pós-tropical, os ventos que irão fazer-se sentir em Portugal Continental são ainda considerados “de furacão”.

Setúbal, Lisboa, Leiria, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real, Castelo Branco, Viseu e Guarda e Santarém são os distritos sob aviso vermelho, segundo as informações disponíveis na página na internet do IPMA.

Para o distrito da Guarda as previsões são de vento forte com rajadas de até 120 km/h entre as 21h00 e as 23h59, vento forte com rajadas superiores a 130 km/h entre as 00h00 e as 02h59, dimuindo para rajadas de até 120 km/h entre as 03h00 e as 06h00. A precipitação poderá ser por vezes forte e acompanhada de trovoada entre as 21h00 deste sábado e as 09h00 de domingo.

Hora de chegada, percurso e velocidades do vento devidas ao Leslie. NOOA

Porque o eventual impacto desta tempestade pode ser minimizado se a população adotar alguns comportamentos adequados, a Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) lembra algumas medidas a adotar para a sua segurança:

1 – Garantir que está tudo bem fixo
De forma a evitar que o vento arraste estruturas suspensas, a ANPC recomenda que, antes da chegada da tempestade, garanta que eventuais estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas, estão suficientemente fixas;

2 – Cuidado com as árvores
Durante tempestades como estas, é preciso ter um cuidado especial na circulação e permanência junto de áreas arborizadas. Esteja atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;

3 – Evite circular junto ao mar …
A par do vento e da chuva, a agitação marítima deverá ser bastante elevada. Por isso, a ANPC recomenda que tenha especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a circulação e permanência nestes locais;

4 – … ou qualquer atividade relacionada com este
Evite atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar. Evite ainda estacionar próximos da orla marítima;

5 – Garanta que caleiras e outros sistemas de escoamento estão bem limpos
Um verão sem chuva e um outono onde inevitavelmente as folhas caem pode levar a que caleiras e outros sistemas de escoamento de águas fiquem entupidos. Garanta que tudo isto está bem limpo e desobstruído. Retire quaisquer objectos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas;

6 – Condução defensiva
Adopte uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível acumulação de neve e formação de lençóis de água nas vias;

7 – Evite as zonas inundadas
Caso a situação se complique, evite atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;

8 – Esteja contactável e informado
A trajetória de um furacão é demasiado imprevisível, pelo que o cenário pode alterar-se a qualquer momento. Esteja atento às informações da meteorologia e às indicações da Proteção Civil e Forças de Segurança.

Previsão do estado do Leslie para as 23h00. Windy.com

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *