Areias do deserto do Sara deixam os céus da Europa laranja — DGS emite recomendações

Os céus da Península Ibérica e da Europa em geral apresentaram esta terça-feira uma cor alaranjada. O fenómeno meteorológico, bastante comum, deverá permanecer até quinta-feira e resulta de poeiras do deserto do Sara. Uma vez que pode ter impactos na saúde, a DGS já emitiu várias recomendações, em especial para a população mais vulnerável.

Céu da Europa Central. ©Caruspinus

A manhã desta terça-feira acordou com o céu de todo o país e de uma parte da Europa num tom alaranjado. O fenómeno, que é bastante comum, resulta de uma nuvem de areias e poeiras do deserto do Sara, que foram empurradas pelos ventos fortes da tempestade Célia.

Em sítios com maior concentração das areias e poeiras há uma diminuição da qualidade do ar, como é o caso do concelho de Aguiar da Beira, podendo ter impactos na saúde, em especial na população mais vulnerável.

Assim, e enquanto este fenómeno se mantiver, a Direção-Geral da Saúde recomenda:

  • A população em geral deve evitar os esforços prolongados, limitar a atividade física ao ar livre e evitar a exposição a fatores de risco, tais como o fumo do tabaco e o contacto com produtos irritantes.
  • Os seguintes grupos de cidadãos, pela sua maior vulnerabilidade aos efeitos deste fenómeno, para além de cumprirem as recomendações para a população em geral, devem, sempre que viável, permanecer no interior dos edifícios e, preferencialmente, com as janelas fechadas:
    • Crianças;
    • Idosos;
    • Doentes com problemas respiratórios crónicos, designadamente asma;
    • Doentes do foro cardiovascular.
  • Os doentes crónicos devem manter os tratamentos médicos em curso.
  • Em caso de agravamento de sintomas contactar o SNS 24 (808 24 24 24) ou recorrer a um serviço de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.