O maior eclipse total da Lua do século XXI acontece esta sexta-feira

Em Portugal, o máximo do eclipse total da Lua desta sexta-feira, 27 de julho, será visível às 21h22 (hora de Lisboa). Mesmo ao lado outro fenómeno único pode ser visto: Marte vai estar mais brilhante do que alguma vez esteve desde 2003. Os planetas Júpiter, Saturno e Vénus também poderão ser vistos no céu, à direita da Lua. Em Carapito o eclipse também será visível a partir das 21h22, quando a Lua nasce.

Ian Fieggen

Os eclipses da Lua acontecem quando a Terra se encontra entre o Sol e a Lua e, por este motivo, a sombra da Terra é projetada na Lua. Quando o eclipse é total a Lua atravessa completamente a sombra da Terra.

O fenómeno astronómico que será possível observar no céu nesta sexta-feira, para além de ser visível em Portugal, tem ainda a particularidade de ser o mais longo de todo o século XXI. A fase total durará 1 hora, 42 minutos e 57 segundos, no entanto, a duração completa do eclipse, incluindo as fases parciais, será de 3 horas e 55 minutos.

John Foehner

Sobre o Eclipse

Apesar de o eclipse ser visível a partir de Portugal Continental, não o será na sua totalidade, pois a Lua nasce numa altura em que o eclipse já está a decorrer e encontra-se próxima do planeta Marte na constelação do Capricórnio, que também vai estar mais brilhante, uma vez que irá haver um alinhamento entre o Sol, a Terra e o Planeta Vermelho. Neste caso, Marte vai estar praticamente por baixo da Lua e nasce por volta das 21h30. O fenómeno a que vamos assistir chama-se Oposição e acontece perto do ponto de maior aproximação entre a Terra e Marte, a cerca de 57 milhões de quilómetros.

Ao contrário dos eclipses do Sol, a Lua não desaparece completamente durante um eclipse total, ficando “apenas” vermelha. E porque é que a Lua fica vermelha? Ao passar pela atmosfera da Terra a luz do Sol sofre diferentes desvios, dependendo do seu comprimento de onda. Isto faz com que, dependendo da hora do dia, o céu possa ter diferentes cores. À hora a que acontece o eclipse a passagem da luz do Sol pela atmosfera vai refletir mais os tons avermelhados, dando esta coloração à Lua.

OAL

Duração: 4 horas, 6 minutos, 49 segundos
Duração da fase total: 1 hora, 42 minutos, 56 segundos
Início da fase penumbral: A Lua ainda está abaixo do horizonte
Início da fase parcial: A Lua ainda está abaixo do horizonte
Nascer da Lua: 21h21m49s
Início da fase total: 21h30m15s
Máximo da fase total: 22h21m44s
Fim da fase total: 23h13m11s
Fim da fase parcial: 00h19m00s
Fim da fase penumbral: 01h28m38s
O próximo eclipse total da Lua será visível em Portugal a 21 de janeiro de 2019.
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *