IP3 cortado entre os nós de Penacova e Miro durante três semanas a partir de 3 de Março

A medida será implementada a partir de 3 de Março e decorre do desmonte de blocos de pedra de grandes dimensões, no âmbito da empreitada de estabilização do talude e da reabilitação da plataforma rodoviária.

©Infraestruturas de Portugal

Decorrente da empreitada de estabilização do talude e da reabilitação da plataforma rodoviária do IP3, que está em curso, “será necessário proceder ao corte da circulação rodoviária, na madrugada do dia 3 de Março, e por um período estimado de três semanas, entre o Nó de Penacova (km 62+400) e o Nó de Miro (km 64+700), em ambos os sentidos, por forma a permitir a execução da fase seguinte da obra“, referiu a Infraestruturas de Portugal (IP) em comunicado.

Durante este período, a IP aconselha a utilização dos percursos alternativos que foram definidos e estarão devidamente sinalizados, através do IC2 até Mealhada, passando pelo Luso, pela EN 234 em direção a Mortágua, seguindo pela EN 228 até ao IP3. Em alternativa, pode ser utilizada a Estrada da Beira — EN17, passando por Vila Nova de Poiares até S. Martinho da Cortiça, saindo para o IC6, retomando o IP3 no Nó da Raiva.

©Infraestruturas de Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.