Região

Funeral de Luís Pinto realizou-se ontem em Palhais

funeralluispinto2
Foto: DR.

Luís Carlos Silva Pinto, de 29 anos, dirigia-se com a mulher, Liliane Mara Pinto, de 26 anos, para Coimbra, quando foram intercetados na EN229 pelos suspeitos dos crimes de Aguiar da Beira, na passada terça-feira. Os suspeitos, que continuam fugidos da justiça, mandaram-nos parar para lhes ficarem com a viatura em que seguiam, mas não sem antes dispararem sobre eles.

Luís Pinto, tesoureiro na Junta de Freguesia de Palhais e construtor civil, morreu no local devido aos ferimentos causados pelas balas. Liliane Pinto, funcionária da Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia de Aguiar da Beira, sofreu um traumatismo crânio-encefálico, devido a uma forte pancada na cabeça, para além de outros ferimentos também provocados pelas balas. Foi transportada para o Hospital de Viseu, em estado muito grave, onde foi submetida a uma intervenção cirúrgica. Neste momento, encontra-se entre a vida e a morte. As notícias que chegam do hospital são as de que a probabilidade de sobreviver seja muito reduzida, mas não nula.

O funeral de Luís Pinto realizou-se ontem na Igreja Paroquial de Palhais, onde a dor e a revolta eram visíveis em todos os que marcaram presença no funeral, mas também em todos os habitantes da aldeia, que ficou em choque com a barbaridade do crime.

TVI.
Foto: tvi24.

Também a GNR esteve presente no funeral de Luís Pinto, associando-se e partilhando a dor da família.

A família e os amigos, principalmente, pedem que seja feita justiça, aguardando impacientemente que os suspeitos sejam capturados.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *