CIM Viseu Dão Lafões apresenta na BTL estratégia de 4 milhões de euros para valorização do turismo ativo, desportivo e de natureza

A maior ecopista portuguesa vai crescer mais 66 km e será complementada por novos produtos, como as Subidas Épicas Viseu Dão Lafões. Estratégia estará em destaque na próxima BTL — Bolsa de Turismo de Lisboa.

Ecopista do Vouga. ©atelierdocaractere

A extensão e valorização da Ecopista do Dão, e de todo o produto de Turismo Ativo, Desportivo e de Natureza associado ao território agregado pela Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, vai ser alvo de investimentos globais na ordem dos 4 milhões de euros e é um dos destaques da programação da CIM na BTL — Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre em Lisboa entre 16 e 20 de Março.

A Ecopista do Dão — já a maior ecopista portuguesa — será ligada à Ecopista do Vouga, somando 66 km aos 49 km já existentes. O domínio do Walking & Cycling será fortemente consolidado com novos centros de BTT e Trail, bem como com a rede de percursos pedestres já existente. E o novo produto turístico Subidas Épicas Viseu Dão Lafões, assente em quatro percursos em algumas das mais carismáticas montanhas de Portugal, complementa a oferta orientada para os amantes do desporto e da natureza.

Esta estratégia foi apresentada na quinta-feira passada, 10 de Março, em conferência de imprensa, em Viseu, e estará em destaque na próxima BTL, onde a CIM Viseu Dão Lafões, com uma presença pioneira, aposta de forma vincada na promoção e comunicação das mais-valias turísticas dos seus 14 municípios, alavancadas com a presença de um inédito espaço próprio. O Turismo Ativo, Desportivo e de Natureza ocupa uma posição de centralidade para a afirmação de Viseu Dão Lafões enquanto destino de referência, e é integrado numa complementaridade de oferta que integra outros produtos de excelência, como são os casos do enoturismo, cultura e termalismo.

Francisco Carvalho, presidente da CM de Penalva do Castelo, Nuno Martinho, secretário-executivo da CIM Viseu Dão Lafões, Fernando Ruas, presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Paulo Almeida, presidente da CM de Castro Daire e Virgílio Cunha, presidente da CM de Aguiar da Beira. ©atelierdocaractere

Para Fernando Ruas, Presidente do Conselho Intermunicipal da CIM, o objetivo é que a participação da Comunidade Intermunicipal de Viseu Dão Lafões na BTL 2022 seja “marcante” e inicie uma nova fase de promoção da região: “Ao longo dos cinco dias de BTL, os 14 municípios da CIM vão ter a oportunidade de mostrar os melhores projetos, eventos e produtos dos seus territórios a todos os interessados e profissionais da área do Turismo. Os milhares de visitantes que, decerto, irão acorrer à feira, depois de dois anos de ausência forçada, irão ficar agradavelmente surpreendidos as múltiplas experiências que o destino Viseu Dão Lafões tem para oferecer”, acrescenta.

A Ecopista do Dão e a Ecopista do Vouga

O projeto de ligação da Ecopista do Dão (49 km) à nova Ecopista do Vouga (66 km) resulta de uma parceria entre a CIM Viseu Dão Lafões e os municípios de Oliveira de Frades, São Pedro do Sul, Viseu e Vouzela. O objetivo é disponibilizar aos visitantes um produto turístico regional diferenciado, através da requalificação da antiga Linha do Vale do Vouga. O investimento total ultrapassa os 3,3 milhões de euros. Após a sua conclusão, a região disponibilizará um corredor verde ciclável com um total 115 km, através de paisagens magníficas, integrando ainda as mais diversas ofertas complementares, incluindo termais e de enoturismo, garantidas pelos diversos operadores presentes. Com a ligação à Linha do Vouga, fica desenhado o mapa que, no futuro, virá a ligar a Ecopista do Dão a Aveiro.

Ecopista do Dão. ©atelierdocaractere

O BTT, o Trail e as Subidas Épicas Viseu Dão Lafões

Este certame será, ainda, o palco para a promoção das “Subidas Épicas Viseu Dão Lafões”, desafio destinado ao crescente número de praticantes de ciclismo e cicloturismo e que aproveita a vantagem de o território de Viseu Dão Lafões integrar algumas das mais carismáticas montanhas de Portugal.  Desenvolvidas pela CIM, em parceria com os respetivos municípios, as Subidas Épicas Viseu Dão Lafões são compostas por quatro circuitos devidamente sinalizados, em estradas de montanha de excelência:  S. Pedro do Sul — Arada (S. Pedro do Sul); Castro Daire — Montemuro (Castro Daire); Campo de Besteiros — Caramulinho (Tondela); e Vouzela — Adsamo (Vouzela).

Por fim, potenciando toda a rede de trilhos no território, o Centro de Trail Running disponibiliza 102 km e cinco percursos de três níveis de dificuldade. Este Centro completa uma oferta global entre terra e estrada, que vem contribuir para a afirmação de Viseu Dão Lafões enquanto destino de excelência para o Turismo Ativo e de Natureza, junto de novos públicos, nacionais e internacionais.

Subidas Épicas. ©atelierdocaractere

Chef Diogo Rocha, Enoturismo e Gastronomia em destaque na BTL

A programação da CIM Viseu Dão Lafões, ao longo dos cinco dias de BTL, apresentará as mais diversas ações de promoção associadas aos diferentes municípios, destacando ainda, entre outras, as temáticas da Cultura, Enoturismo e Gastronomia.

O Chef Diogo Rocha, responsável pela Estrela Michelin do restaurante Mesa de Lemos, em Viseu, será uma das figuras presentes logo no primeiro dia, 16 de março, para um showcooking e harmonização com vinhos da Quinta de Lemos.

Ainda no dia 16 de março será apresentado o Programa SELEÇÃO Gastronomia e Vinhos, que pretende dar a conhecer os restaurantes de Viseu Dão Lafões onde a Gastronomia Portuguesa pode ser saboreada na sua plenitude. Este programa, da autoria da AHRESP — Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, surge da vontade em afirmar o Património Gastronómico Português como Produto Turístico, convertendo-o num elemento diferenciador da oferta turística.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.