Barranha foi classificada como “Aldeia de Portugal”

Barranha, na freguesia de Eirado, foi recentemente classificada como “Aldeia de Portugal” pela Associação de Turismo de Aldeia.

©CMAGB

Cinco aldeias do território de intervenção do Grupo de Ação Local da Associação de Desenvolvimento do Dão (GAL/ADD) foram galardoadas pela Associação de Turismo de Aldeia (ATA) com a classificação “Aldeias de Portugal”: Castelo — Sátão, Esmolfe — Penalva do Castelo, Barranha — Aguiar da Beira, Quintela de Azurara — Mangualde e Caldas da Felgueira — Nelas.

A classificação da aldeia de Barranha foi anunciada durante a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), no passado dia 16 de Março, onde foi entregue ao Presidente da Direção da Associação dos Amigos da Escola de Barranha, o certificado de classificação e a uma andorinha em cerâmica, símbolo das Aldeias de Portugal.

O anúncio foi antecedido pela conferência “Aldeias de Portugal, da Memória ao Futuro”, que contou com a presença de mais de uma centena de pessoas, onde foram apresentadas ideias e linhas orientadoras e compromissos para uma estratégia para o futuro, com a intervenção de autarcas, empresários, habitantes das aldeias, entre outros.

A atribuição desta marca é o primeiro resultado de um processo co-construído pela comunidade da aldeia, com a realização de reuniões periódicas dinamizadas pela equipa técnica do GAL/ADD e da ATA, em parceria com a Associação dos Amigos da Escola de Barranha, a Junta de Freguesia de Eirado, bem como Executivo e Técnicos do Município de Aguiar da Beira“, disse o Município em comunicado.

©AAEB

Esta certificação foi o início de um projeto de envolvimento que implicou a co-construção da ideia colectiva, com a constituição de um grupo de trabalho representativo das gentes da aldeia, por forma a envolver e mobilizar a comunidade, na reflexão e partilha de perceções sobre oportunidades e desafios visando a valorização da aldeia; a Inventariação de Recursos da Aldeia, designadamente: património natural e construído; tradições; festas e romarias; contos, lendas e cantigas; gastronomia; percursos; atividades tradicionais; personalidades e as vivências locais. Da envolvência deste grupo de trabalho resulta a proposta de um Plano de Valorização da Aldeia, a ser avaliado pela ATA e posteriormente validado por toda a comunidade da aldeia“, continuou. O plano fará parte integrante das atividades divulgadas na Rede Aldeias de Portugal, com o objetivo de atrair visitantes e dinamizar economicamente a aldeia onde nasce o Rio Dão.

A Associação do Turismo de Aldeia (ATA), composta por vários grupos de ação local, constitui-se como uma rede interativa e colaborativa de aldeias, assente na partilha e na utilização da metodologia e princípios da abordagem Leader para a co-construção de um projeto de desenvolvimento e valorização de cada aldeia, baseado nos seus recursos e potencialidades, no envolvimento da comunidade e atores locais. A metodologia aplicada objetiva a sintonia em torno da ideia de potenciar o desenvolvimento e a promoção dos territórios rurais. A sua missão é a melhoria da qualidade de vida da população rural e do culto das vivências e tradição rural portuguesa, através da promoção e preservação do património rural.

A classificação da aldeia de Barranha como Aldeia de Portugal advém do projeto de cooperação “Aldeias de Portugal — consolidação e replicação nacional”, financiado pela Medida 10.3 LEADER «Atividades de Cooperação dos GAL» do Programa de Desenvolvimento Rural 2020.

A Barranha torna-se, até à data, a única aldeia do concelho de Aguiar da Beira a integrar esta rede turística com cerca de uma centena de aldeias portuguesas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.