Concelho

Apresentadas quatro candidaturas à Câmara Municipal de Aguiar da Beira

As próximas eleições autárquicas em Portugal realizam-se no dia 1 de outubro. O prazo para apresentação de candidaturas terminou no passado dia 7 de agosto, seguindo-se o período de análise das mesmas por parte dos tribunais.

Em Aguiar da Beira foram apresentadas quatro candidaturas à Câmara Municipal, nomeadamente dos seguintes partidos/movimentos:
– Centro Democrático Social – Partido Popular (CDS-PP), liderada por João Silva;
– Coligação Democrática Unitária – PCP-PEV (CDU), liderada por Cristiana Rodrigues;
– Partido Social Democrata (PSD), liderada por Fernando Pires, e
– Movimento Independente Unidos pela Nossa Terra IV (UPNT), liderada por Joaquim Bonifácio.

O PSD apresentou uma reclamação sobre a lista do Movimento Independente “Unidos pela Nossa Terra”, por, segundo diz em comunicado “entendermos que era importante que fossem esclarecidas as muitas dúvidas sobre a inelegibilidade de alguns candidatos à Câmara Municipal de Aguiar da Beira por parte da lista do Movimento Independente, nomeadamente a candidata em 2.º lugar – Rita Mendes e o candidato em 4.º lugar – Francisco Fernandes.” O comunicado continua, dizendo que “a nossa candidatura apresentou uma reclamação junto do Tribunal da Trancoso, cujo despacho agora conhecemos, como tendo sido aceite pelo mesmo. O despacho refere estes dois candidatos devem ser substituídos ou sustentar que não existem quaisquer candidatos a substituir sem prejuízo de poder apresentar candidatos substitutos para o caso de a decisão do Tribunal lhe vir a ser desfavorável. A candidatura tem agora três dias para se pronunciar.

Segundo o jornal O Interior, “em causa está o facto de Rita Mendes representar o Município nas Caldas da Cavaca, SA, onde a Câmara Municipal de Aguiar da Beira detém 14.5% e, Francisco Fernandes, que é chefe de gabinete do atual presidente mas que detém uma posição de chefia no armazém municipal.

De acordo com o mesmo jornal, nesta segunda-feira, 21, a reclamação foi anulada por, considerou o magistrado, ser “intempestiva”, i. e., por ter dado entrada no tribunal às “18h22”, fora do horário de funcionamento da secretaria. Como consequência da decisão a lista apresentada à Câmara Municipal pelo Movimento Independente “Unidos pela Nossa Terra” foi validada, bem como as listas apresentadas à Assembleia Municipal e Juntas de Freguesia.

O concelho de Aguiar da Beira, com 10 freguesias, tem 6416 eleitores registados, estando em eleição 5 mandados para a Câmara Municipal e 15 para a Assembleia Municipal.

O Caruspinus irá acompanhar, tanto quanto possível, o caminho até às autárquicas, apresentando as listas com os candidatos, entrevistas e outra informação relevante que chegue por parte das candidaturas e, por fim, os resultados.

Notícia atualizada em 22/08/2017 às 23h10.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *