Carapito

Uma semana depois, lá houve tempo para o São Pedro sair

SPV1

Os andores enfeitados continuavam na Igreja Matriz, uma semana depois da festa do São Pedro, como que a dizer-nos: “não cumprimos a nossa função, vejam lá se se lembram de nós”.

O sr. abade Silvério Cardoso, do alto do altar, no início da homilia, sugeriu a realização da procissão. Não podia ficar por fazer. Nem que fosse mais pequena. O tempo estava finalmente de feição, com os termómetros a roçar os 30 graus. E a assembleia, em menor número do que na semana anterior, respondeu afirmativa e entusiasticamente ao repto lançado.

Assim, pela Carreira de Baixo, passando ao Terreiro e pela Carreira de Cima, voltando à Praça, a procissão e os fiéis cumpriram o preceito, numa prova de devoção e fé, uma semana depois.

NOTA – Julgo, pessoalmente, que o São Pedro quis foi deitar o olho ao monumento dos 500 anos, pois não tivera ainda a oportunidade de sair cá fora para o ver…até porque foi há um ano!

José Gabriel Pires

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *