Turismo do Centro apresentou livro e documentário sobre a gastronomia e vinhos da região — veja-os aqui

“Uma Viagem-Romance pela Gastronomia e Vinhos do Centro de Portugal” foi apresentado esta terça-feira em Aveiro.

O chef Diogo Rocha, a peixeira Fátima Sousa, José Ribau Esteves (presidente CM Aveiro) e Pedro Machado (presidente Turismo Centro de Portugal). © Turismo Centro de Portugal

O mercado José Estêvão, no Largo da Praça do Peixe, em Aveiro, foi esta terça-feira o cenário da apresentação do livro e do documentário “Uma Viagem-Romance pela Gastronomia e Vinhos do Centro de Portugal“, da autoria do Turismo Centro de Portugal, com curadoria do chef Diogo Rocha.

No livro e no documentário, o chef Diogo Rocha, do restaurante Mesa de Lemos, em Viseu, distinguido com uma Estrela Michelin, é o protagonista de um percurso por algumas das melhores sugestões que a região Centro de Portugal tem para oferecer a nível da gastronomia e dos vinhos.

Durante semanas, o chef Diogo Rocha percorreu a região Centro de Portugal ao encontro de produtos, paisagens e receitas, assim como das pessoas que fazem desta região um tesouro de ingredientes, de sabores e de mestrias sem igual. Da serra ao mar, por planícies e montanhas, grutas, rios e ria, “Uma Viagem-Romance pela Gastronomia e Vinhos do Centro de Portugal” concentra um percurso de mais de 1600 km, em que foram realizadas 25 entrevistas, e apresenta 44 visitas incríveis em 85 páginas de pura inspiração, com o mais autêntico do Centro de Portugal“, referiu instituto em comunicado.

O livro e o documentário estão disponíveis no site do Turismo Centro de Portugal e inserem-se no projecto de comunicação e promoção turística “Experiências By“, uma iniciativa do Turismo Centro de Portugal que visa promover as características distintivas do território, através de uma rede de curadores de experiências em diversas áreas. O chef Diogo Rocha foi o curador das experiências gastronómicas.

A apresentação contou com a presença de Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal, de José Ribau Esteves, presidente da Câmara Municipal de Aveiro, e do chef Diogo Rocha.

Pedro Machado destacou que este projecto começou “com um desafio lançado ao chef mais estrelado do Centro de Portugal, que ao longo dos anos tem dado o seu melhor para valorizar a nossa gastronomia”. “Esta viagem mostra aquilo que temos de melhor, mas saindo dos cânones tradicionais da nossa gastronomia e vinhos. Quisemos ir mais longe, levando o chef Diogo Rocha aos mercados, ruas e vielas, restaurantes e tasquinhas do Centro de Portugal. Ele foi ter com os produtores, percebeu a diferenciação de uma região com 100 municípios, e tirou partido da essência das nossas referências, muitas delas anónimas, mas todas indispensáveis para pôr na mesa os melhores produtos do Centro de Portugal. O resultado foi tão positivo que decidimos traduzi-lo nesta edição, que reúne o melhor do Centro de Portugal”, acrescentou.

© Turismo Centro de Portugal

O chef Diogo Rocha começou por dizer que esta edição “é um trabalho de equipa, que congregou muitas pessoas e que se concretizou com a exigência a que nos habituou o Turismo Centro de Portugal”. “Com esta viagem-romance, convidamos as pessoas a visitarem a região e a enamorarem-se pelos seus produtos. Procurámos fugir um pouco do tradicional: falamos de coisas que todos conhecem, mas mostramos também produtos e locais menos prováveis. Esse foi o maior desafio”, explicou o chef. “Esta é uma escrita de histórias, de pessoas, que mostra como se faz e porque se faz assim. É um livro para lermos e construirmos a partir dele o nosso próprio romance”, disse ainda.

O anfitrião, José Ribau Esteves, elogiou “a forma extraordinária e sempre inovadora como o Turismo Centro de Portugal promove o território e inclui a sua tão grande diversidade”, assim como elogiou o chef Diogo Rocha, sublinhando que “um excelente chef pode ser também um romancista e um excelente observador do território”. “O turismo dá sempre futuro ao território. A capacidade de inovar das nossas tradições, presente neste livro, mostra que o Centro de Portugal é um território com futuro”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.