Ranking dos municípios: quais são os melhores para viver, visitar e fazer negócios em 2018?

Município de Aguiar da Beira ocupa a 272.ª posição a nível nacional e a 90.ª na região Centro.

A Bloom Consulting divulgou esta terça-feira a quinta edição do estudo anual, que mede como os municípios são vistos e classifica o desempenho da marca dos concelhos. Lisboa volta a liderar mais uma vez o ranking nacional que analisa os negócios, o turismo e as condições de vida dos 308 municípios portugueses. As cidades do Porto e de Cascais fecham o pódio.

Top 10 nacional

BLOOM CONSULTING

Na região Centro as cidades de Coimbra, Aveiro e Leiria compõem o pódio, encontrando-se Viseu na 4.ª posição (19.ª posição a nível nacional) e a Guarda na 11.ª, posição que já ocupava no ano passado.

BLOOM CONSULTING

O município de Aguiar da Beira ocupa esta ano a 272.ª posição a nível nacional e a 90.ª na região Centro. Em 2017 ocupava a 266.ª posição no ranking nacional e a 89.ª na região. Segundo a Bloom Consulting um dos temas mais procurados online acerca do concelho foi “alojamento”.

Na tabela seguinte, em atualização, poderá ver a evolução do concelho nestes três parâmetros ao longo dos últimos cinco anos.

Por forma a medir o desempenho socioeconómico de todos os municípios portugueses, nas suas dimensões de Negócios (Investimento), Visitar (Turismo) e Viver (Talento), a Bloom Consulting analisou vários tipos de dados provenientes de fontes oficiais, onde cada dimensão possui um indicador principal e indicadores complementares, que procuram medir com eficácia o desempenho da marca de cada município nas suas três dimensões.

Os indicadores principais da 1.ª variável nas dimensões Negócios (Investimento), Visitar (Turismo) e Viver (Talento), são, respetivamente, os seguintes: Dados económicos, Dados turísticos e Dados sociais. Por forma a detetar tendências e volatilidade destes indicadores, foram consideradas variações ao longo do tempo. Estes indicadores permitem avaliar a atividade empresarial, a dimensão da indústria turística e os movimentos migratórios populacionais em cada município.

Em atualização.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *