Preço das casas em Aguiar da Beira aumentou mais de 100% de 2017 para 2018

No final de 2017, comprar casa no concelho de Aguiar da Beira custava, em média, 185 euros por metro quadrado. No final de 2018 o preço mais do que duplicou e passou para 383 euros por metro quadrado. A média do país é de 996 euros por metro quadrado.

Lisboa e Porto continuam a ser os municípios mais caros do país para comprar casa. No ano passado, o metro quadrado das casas neste município ficou 20% mais caro, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). Mas houve ainda 42 municípios onde o valor do metro quadrado ultrapassou o valor mediano nacional, que se fixou nos 996 euros.

Comprar casa em Lisboa custava, no final do ano passado, 3010 euros por metro quadrado. No Porto, eram precisos 1612 euros para comprar cada metro quadrado.

No lado oposto surgem, principalmente, municípios do interior do país, onde os valores medianos rondam os 200€ por metro quadrado. O município mais barato para comprar casa é o de Pampilhosa da Serra.

Nos vários municípios que compõem a CIM Viseu Dão Lafões os preços variam entre os 298€ por metro quadrado em Vila Nova de Paiva e os 837€ por metro quadrado em Viseu. A mediana da região é de 658€ por metro quadrado.

O INE disponibilizou em 2017, pela primeira vez, os preços de venda das habitações em todos os concelhos do país, referentes ao período compreendido entre o terceiro trimestre de 2016 e o segundo trimestre de 2017. Nessa altura o valor mediano dos preços de alojamentos familiares vendidos no país fixou-se em 896 euros por metro quadrado.

Nos últimos 12 meses os preços das casas duplicaram em cinco municípios

Embora os preços das casas a nível nacional tenham subido apenas 7%, houve cinco municípios onde esses aumentos foram de 100% ou mais. Aguiar da Beira foi um deles.

O maior aumento aconteceu em Boticas, município com pouco mais de 5.000 habitantes, que viu os preços das casas subirem 155%, em termos homólogos, passando dos 177 para os 452 euros por metro quadrado no final do quarto trimestre do ano passado. O mesmo aconteceu com Aguiar da Beira, onde o metro quadrado aumentou 107% para os 383 euros.

Estas variações significativas são, normalmente, possíveis porque os valores de venda do metro quadrado nestes municípios são baixos, em relação à média nacional, mas também porque são localizações em que existe, tradicionalmente, um reduzido número de transações. Quando as há, os preços tanto podem subir como descer bastante.

Nos dados do INE, além das subidas expressivas encontram-se também quedas muito avultadas no valor de venda de imóveis em municípios como os de Moimenta da Beira, Amodôvar, Monforte ou Vila de Rei, onde os preços cairam entre 40% a 45% no espaço de apenas um ano.

Na verdade, se olharmos para a variação do preço das casas em Aguiar da Beira no último ano e meio vemos que os preços do final de 2018 eram iguais aos de meados de 2017, havendo, portanto, uma variação significativa ao longo do tempo, pelas razões já explicadas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *