Mais de 3500 operacionais combatem 53 incêndios em todo o país esta manhã — situação de contingência prolongada até Domingo

Os fogos em Oliveira de Azeméis, Palmela, Faro, Pombal e Ourém são os que mobilizam mais meios de combate. Somente desde a meia-noite desta quinta-feira já deflagraram mais de 20 incêndios.

©Liga dos Bombeiros Portugueses

Mais de 3500 operacionais, apoiados por 1083 meios terrestres e 30 meios aéreos combatem esta manhã 53 incêndios rurais, 12 deles em curso, 9 em resolução e 32 em conclusão.

O incêndio na localidade de Vale da Pia, no concelho de Pombal, é o que movimenta mais meios — 511 operacionais, 136 meios terrestres e 8 meios aéreos e está ativo desde o dia 8 de Julho. Também o incêndio em Cumeada, concelho de Ourém, ocupa atualmente 420 operacionais apoiados por 136 meios terrestres, apesar de ter tido início no dia 7 de Julho.

Em Palmela, o incêndio que teve início esta quarta-feira mobiliza atualmente 406 operacionais, apoiados por 125 meios terrestres e 1 meio aéreo.

De acordo com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) os incêndios já provocaram mais de 20 feridos ligeiros e um ferido grave, um bombeiro que teve uma fratura exposta no pulso.

No Distrito da Guarda, a principal ocorrência verifica-se no concelho de Seia, num incêndio que mobiliza 135 operacionais, 39 meios terrestres e 1 meio aéreo.

Outros destaques:

  • Incêndio de Azeméis alastrou a Albergaria-a-Velha e consumiu fábricas
  • Várias casas arderam e outras estão em perigo em Palmela
  • Incêndio no concelho de Seia obriga a saída de pessoas das habitações

Situação de contingência alargada até Domingo

A situação de contingência em Portugal, devido aos incêndios, vai prolongar-se de sexta-feira até Domingo, anunciou o primeiro-ministro esta manhã.

Guardas florestais com greve marcada para sexta-feira

Os guardas florestais da GNR e do Serviço da Natureza e do Ambiente marcaram uma greve para esta sexta-feira, exigindo uma reunião com o Governo para discutir a tabela remuneratória, suplementos de função e escalas de serviço.

Para sexta-feira está também marcada uma concentração no Terreiro do Paço, em Lisboa, frente ao Ministério da Administração Interna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.