CIM Viseu Dão Lafões alarga ‘IR e VIR’ aos restantes municípios da região e cria serviços intermunicipal e de ligação ao comboio

O serviço de transporte flexível ‘IR e VIR’ permite às populações deslocarem-se na região de forma económica e rápida. Esta solução de transporte por táxi passa a permitir viagens intermunicipais, a incluir deslocações para as estações e apeadeiros da linha da Beira Alta e a estar disponível todos os dias da semana.

É já na próxima segunda-feira, dia 18 de Julho, que arranca a segunda fase do serviço de transporte flexível, a pedido, ‘IR e VIR’. “Este é um serviço inovador, que possibilita a habitantes da região Viseu Dão Lafões deslocarem-se de táxi, de forma cómoda, económica e rápida, em localidades que não são servidas de forma eficiente pela rede de transportes coletivos de passageiros”, referiu a CIM em comunicado. Desta forma, é complementada a cobertura de transporte público de passageiros em cerca de 850 localidades do território.

A primeira fase deste projeto da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões foi lançada no dia 1 de Outubro de 2021, “com grande sucesso“, continuou. A segunda fase, agora anunciada, apresenta novidades que vão tornar o ‘IR e VIR’ um serviço ainda mais amigo das populações.

Desde logo, o serviço passa a abranger os restantes municípios: Carregal do Sal, Castro Daire, Mangualde, Penalva do Castelo, São Pedro do Sul, Sátão e Vila Nova de Paiva aumentam a lista inicial de concelhos, que já contava com Aguiar da Beira, Nelas, Oliveira de Frades, Santa Comba Dão, Tondela, Viseu e Vouzela. No total, são 14 os municípios da região Viseu Dão Lafões que vão agora usufruir da iniciativa.

Outra das principais novidades é a oferta de duas novas modalidades de transporte, que se juntam ao “Serviço Municipal” — o qual já ligava todas as localidades sem acesso a transporte público (ou que apenas têm esse transporte em alguns horários) aos centros dos municípios. A partir de agora, as populações têm, também, ao dispor o “Serviço Intermunicipal”, que oferece ligações entre as sedes de concelho e os municípios abrangidos, quando essa ligação não exista através de carreira pública; e ainda o “Serviço de Comboio”, que irá ligar todas as localidades dos municípios às estações e apeadeiros da linha da Beira Alta presentes no território. Assim, um morador de uma localidade da região pode, de forma cómoda, deslocar-se entre concelhos ou ser levado a uma estação ou apeadeiro ferroviário.

Contando com 96 táxis, o serviço ‘IR e VIR’ vê ainda a sua oferta ser ampliada, ao passar a estar disponível todos os dias da semana, exceto sábados, domingos e feriados, em quatro horários, 2 de ida e 2 de volta.

Para o Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Fernando Ruas, “esta nova fase do serviço ‘IR e VIR’ é mais um passo ambicioso da CIM, num projeto que procura atenuar, de modo considerável, as carências do transporte público de passageiros nas zonas mais isoladas do nosso território. Com esta proposta, procuramos garantir que setores da população mais isolados e com maior dificuldade de deslocação possam aceder de forma cómoda e economicamente viável aos serviços disponíveis no território Viseu Dão Lafões, assegurando assim uma maior coesão territorial”.

Proposta de mobilidade inovadora

O serviço de transporte flexível ‘IR e VIR’ é um projeto que visa aumentar a cobertura de serviço público de transporte de passageiros na região, servindo áreas onde os transportes públicos não operam ou operam com pouca frequência. É realizado por táxis, devidamente identificados por um dístico próprio, sendo que o preço do bilhete é igual ao preço que o utente pagaria num autocarro para percorrer a mesma distância.

Com paragens e horários definidos, a grande diferença para o transporte público regular é que no sistema ‘IR e VIR’ é o próprio utente que aciona o serviço, bastando, para o efeito, realizar uma chamada telefónica gratuita para a central de reservas e combinar o mesmo. Deste modo, as viaturas só efetuam os percursos se, antecipadamente, o serviço tiver sido solicitado e só parará nas paragens que tiverem reservas efetuadas.

No dia e hora marcadas pelo utente, este só precisa de se dirigir ao ponto de paragem e aguardar pelo táxi. As placas de paragem estão identificadas com o nome do serviço de transporte flexível ‘IR e VIR’. O táxi que o transporta está identificado com um dístico da mesma cor e com o mesmo nome. O bilhete é pago ao taxista no início da viagem.

A partir da próxima segunda-feira será possível ativar o ‘IR e VIR’ nas três modalidades apresentadas, em qualquer dia útil, mediante reserva efetuada até às 12h00 (meio-dia) do dia útil anterior à viagem, através do número gratuito 800 10 20 30. O centro de atendimento garante a reserva da viagem e esclarece qualquer dúvida. Toda a informação relativa ao serviço está disponível neste mesmo número, todos os dias úteis das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.