Carapito

Há 30 anos nascia uma rádio em Carapito

“Rádio Monte Calvário, a rádio mais no meio do campo!”

1986 - José Francisco Caseiro no estúdio da RMC, no CCRC (foto Espólio Caruspinus).
1987 – José Francisco Caseiro no estúdio da RMC, no CCRC (foto Espólio Caruspinus).

Estávamos em 3 de agosto de 1986. Numa quente manhã de domingo, decorriam as provas desportivas da festa do Clube. A seguir tudo com a maior atenção estava um locutor, que, narrava com o maior entusiasmo as provas para a acabada de criar Rádio Experimental de Carapito que, imediatamente seria conhecida como REC. O estúdio tinha sido adaptado à pressa em casa dos pais de um dos fundadores e principal locutor, o estimado José Francisco Marques Caseiro. As condições técnicas eram elementares: um pequeno emissor, dois gravadores, um microfone, uma aparelhagem que servia de mesa de mistura e umas boas dezenas de cassetes. Foi assim que, com poucos colaboradores, iniciaram as emissões da REC nesse quente verão de 1986.

A partir de fevereiro de 1987, em FM-92.5 MHz, a REC passou a chamar-se Rádio Monte Calvário (RMC), emitindo a partir do estúdio na sede do Clube Cultural e Recreativo de Carapito (CCRC).

As emissões começavam assim:

A RMC foi a primeira rádio do concelho de Aguiar da Beira e a terceira do distrito da Guarda. Foram três anos de muitas histórias, entrevistas, música e tantas coisas mais. As principais rubricas foram:
Momento de Amizade – José Francisco Marques Caseiro;
Do Sol à Lua – José Francisco Marques Caseiro/Carlos Paixão;
Duplex – José Francisco Marques Caseiro/Carlos Paixão;
Feira da Música – Riso & Ritmo Lisboa, Lda.;
Recordar – António José Ferreira;
Figuras da Nossa Terra – Carlos Paixão;
Ponto Final – José Figueiredo;
Romantismo e Paixão – José Francisco Marques Caseiro;
Som Português – Vítor Reis;
Espaço Infantil – Vários;
Por Nossas Terras… – Carlos Paixão;
Desporto na Monte Calvário – Carlos Paixão;
Meteorologia na Ribeira – José Caetano;
Hora de Sesta – Carlos Paixão, entre outros.

1987/88 - Passagem de ano no estúdio da RMC (foto Espólio Caruspinus).
1987/88 – Passagem de ano no estúdio da RMC (foto Espólio Caruspinus).

No final da década de 80 as estações de rádio piratas sobrepunham-se, amontoadas nas frequências e, consequentemente, a qualidade da transmissão não era a melhor. Perante a situação caótica que se vivia na radiodifusão, o Estado interveio e criou legislação própria para as rádios livres, que, assim, deixaram de o ser, em 1989.

A RMC, certamente por falta de meios para obter um alvará, teve que encerrar, o que aconteceu no dia 27 de agosto de 1989. Pode ouvir aqui, em exclusivo, o encerramento.

Esta é apenas mais uma aventura, de entre muitas outras a que Carapito já deu origem, que, tem já o seu lugar assegurado na história recente da aldeia.

RMC, Rádio Monte Calvário!” era um dos slogans.

A rádio mais no meio do campo!
A primeira no concelho!
Sempre na frente!
foram outros que o seguiram.

Tó-Zé Paixão entrevista várias queijeiras na feira de São Pedro de Verona (foto Espólio Caruspinus).
Tó-Zé Paixão entrevista várias queijeiras na feira de São Pedro de Verona (foto Espólio Caruspinus).

Na comemoração dos 20 anos da RMC, em 2006, José Francisco Marques Caseiro compilou em CDs muitos dos momentos mais icónicos. A compilação está disponível para aquisição no CCRC.

RMC5 RMC6

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *