Notícias

Festa de S. Brás nos Montes

S.Brás1
A entrada na festa com o Grupo de Bombos a conduzir o cortejo, logo seguido pela restante população acompanhada pelas mocas.

Havia saudades do São Brás! Depois de um ano de chuva, em que mais não houve do que uma simples voltinha à capela enquanto o dilúvio se abatia sobre os corajosos, este ano o sol prometia aos romeiros a possibilidade de merendar e desfrutar de um verdadeiro dia de São Brás dos Montes.

Foi assim no fim de semana de 7 e 8 de Fevereiro.

O sol apareceu e, quando não estava tapado por uma nuvem, o dia estava agradável. Mas o vento não ajudou! E quando as nuvens tapavam o sol, tornava-se difícil! A custo, as fogueiras foram acendidas, as chouriças foram sendo assadas e o vinho deitado nos copos para matar a pouca sede.

Depois da entrada de Carapito, cada um foi apressadamente até aos seus locais de merenda. Merenda comida, companhia desfeita.

S.Brás3
Uma merenda bem composta.

Uma voltinha pelas tendas dos feirantes para não dizer que nem uma volta se tinha dado à festa, rapidamente dada, e já se aguardava a saída para o regresso a Carapito.

Mas deu para matar saudades e até perceber que nos Montes ainda há quem tente resistir à desertificação e ao abandono.

S.Brás2
A mocas, símbolo da Festa.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *