Concelho

Centro Social Paroquial de Dornelas abre concurso de recrutamento para 17 vagas

Centro Social Paroquial de Dornelas abre concurso de recrutamento interno com 7 vagas e externo com 10 vagas.

CSPD2

A Direção do Centro Social Paroquial de Dornelas declara abertos, até às 23h59 do dia 29 de Maio de 2016 os seguintes processos de recrutamento e seleção de recursos humanos:

A) Processo de recrutamento INTERNO e seleção de candidatos para ocupação de vagas abertas para os seguintes postos de trabalho:
1. Serviços Administrativos – Rececionista – 1 vaga – OFERTA N.º 1/RI/2016
2. Apoio LAR – Ajudantes de Ação Direta 3.ª – 6 vagas – OFERTA N.º 2/RI/2016

B) Processo de recrutamento EXTERNO e seleção de candidatos para ocupação de vagas abertas para os seguintes postos de trabalho:
– Apoio Operacional – Trabalhador Auxiliar (Serviços Gerais) – 10 vagas – OFERTA N.º 3/RE/2016

Local de trabalho: Estabelecimentos do Centro Social Paroquial de Dornelas, em Dornelas.

PROCEDIMENTOS PARA O CONCURSO:
Método de Seleção

1.ª Fase – Formalização da Candidatura a vaga (17 a 29 de Maio)
Para formalizar a candidatura deve identificar expressamente o posto de trabalho a que se candidata e entregar obrigatoriamente, nos serviços administrativos do CSPD, os seguintes documentos atualizados :
– Curriculum Vitae
– Cópia do Certificado de Habilitações;
– Cópia do Cartão do Cidadão;
– Cópia da Carta de Condução, quando exigível;
– Cópias dos documentos de habilitação/formação e experiência profissional para a função;
– Certidão de Registo Criminal.

2.ª Fase – Elaboração das listagens de candidatos admitidos a concurso:
Após o período de formalização de candidaturas, estas serão analisadas para verificação dos cumprimentos dos requisitos e documentos entregues. De 1 a 5 de junho será afixada na sede, uma listagem com os candidatos admitidos a concurso com informação relativa à data da prova de conhecimentos e entrevista, quando aplicáveis, bem como dos candidatos excluídos, com referência aos motivos de exclusão.

3.ª Fase – Análise curricular, entrevista e prova de conhecimentos
Os critérios de seleção para a OFERTA N.º 1/RI/2016 (RECEPCIONISTA) e para a OFERTA N.º2/RI/2016 (AJUDANTE DE AÇÃO DIRETA, 3.ª) baseiam-se na análise curricular, Prova de conhecimentos, entrevistas e nos resultados da avaliação de desempenho relativa ao ano 2015;
METODO DE SELEÇÃO: Avaliação Curricular (AC), Prova de Conhecimentos (PC), Entrevista Individual (EI) e Avaliação de Desempenho (AD);
A ordenação final dos candidatos que completem o procedimento será efetuada numa escala de 0 a 100 valores e a classificação final (CF) resultará da aplicação da seguinte fórmula:
CF =(ACX30%) + (PCX50%) + (EIX10%)+ (ADx10%)

Para a OFERTA N. 3/RE/2016 (TRABALHADOR AUXILIAR – SERVIÇOS GERAIS) para além da análise curricular haverá lugar a prestação de prova de conhecimentos (dia 6 de junho, pelas 14h00), seguida de entrevista (de 7 a 9 de junho).
METODO DE SELEÇÃO: Avaliação curricular (AC), Prova de Conhecimentos (PC) e Entrevista Individual (EI);
A ordenação final dos candidatos que completem o procedimento será efetuada numa escala de 0 a 100 valores e a classificação final (CF) resultará da aplicação da seguinte fórmula:
CF =(ACX20%) + (PCX60%) + (EIX20%)
Na OFERTA N:º 3/RE/2016, oferece-se Contrato Individual de Trabalho a Termo Certo, com duração de 12 meses, com horário semanal de 40 horas.

Os resultados da seleção serão afixados na sede, a partir do dia 13 de Junho.

A avaliação curricular visa avaliar a qualificação dos candidatos, designadamente a habilitação académica, a experiência e a formação. Os documentos comprovativos deverão ser apresentados no momento da apresentação do currículo.

A entrevista individual visa avaliar, de forma objetiva e sistemática, a experiência profissional, os aspetos comportamentais evidenciados durante a interação estabelecida entre o entrevistador e o candidato, incidindo sobre os seguintes parâmetros de avaliação:
. Experiência profissional;
. Motivação e interesse profissional;
. Capacidade de comunicação;
. Relacionamento interpessoal.

Cada entrevista individual, não deverá ter duração superior a 15 minutos e será suportada por uma grelha de análise, que contém o resumo dos temas abordados, os parâmetros de avaliação, a classificação obtida em cada um deles e respetivo guião.

O procedimento de recrutamento é válido para o preenchimento das vagas acima referidas e cessa com a respetiva aceitação por parte dos candidatos selecionados.

Constituição do Júri:
• Presidente – Pe. Paulo Alexandre Albuquerque Gouveia
• Vogais Efetivos: Ana Maria Nunes Lopes Fernandes, Diretora Técnica do Centro Social Paroquial de Dornelas;
• Dina Isabel Andrade – Técnica Superior de Serviço Social do Centro Social Paroquial de Dornelas.

Dornelas, 17 de Maio de 2016
O presidente da Direção
Pe. Paulo Gouveia

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *