Notícias

Carapito em contagem decrescente para as comemorações dos 500 anos do Foral

Não terá sido por acaso que, há 500 anos, D. Manuel resolveu dar o título de vila a Carapito.

A atribuição do foral foi certamente algo que na altura terá representado muito para os nossos antepassados. Ficou o marco no pelourinho e, quiçá, na alma de cada carapitense.

Por respeito e homenagem a todos os que, ao longo destes anos, fizeram chegar mais longe o nome da nossa Terra, resolvemos assinalar devidamente esta data, afinal, não é todos os dias que se assinalam 500 anos.

Há mais de um ano, foi constituído um grupo de trabalho, que desde o dia um de janeiro tem levado a cabo várias iniciativas ligadas às comemorações dos 500 anos do Foral.

Destacamos o concerto de Ano Novo, pela Banda Musical 81 de Ferreirim, onde foi apresentado o Hino Oficial das comemorações e o Carnaval Quinhentista, da responsabilidade e com o empenho do Jardim de Infância e da escola de primeiro Ciclo.

Conferência sobre os Forais Manuelinos

Este mês, o destaque vai para uma palestra sobre os Forais, onde o orador convidado é o historiador transmontano Ribeiro Aires.

Esta acção está marcada para o dia 15, na sede da Junta de Freguesia de Carapito, pelas 18h30m e é aberta a toda a comunidade. No final, os presentes serão ainda brindados com uma audição de flauta, da responsabilidade da Escola de Música da ADRC de Aguiar da Beira. O concerto está marcado para as 19h15m na Igreja Matriz.

Fica o convite a todos!

10 de maio

Para além de muitas outras iniciativas, das quais iremos dando conta, até dezembro, chamamos já a atenção para o fim-de-semana mais importante que será 10 e 11 de maio.

Dia 10 é a data que consta do nosso foral manuelino, logo será o ponto alto de todas as comemorações. Realizar-se-á uma feira e festa quinhentista, com animação cénica e musical, onde não faltarão cousas de comer e de beber!

Dia 11 continua a feira e a festa, onde um dos pontos altos será a inauguração de um monumento alusivo à data que se assinala, pelo Bispo da nossa diocese, D. Ilídio Leandro, que também assim, de uma forma simbólica, se associa aos festejos em causa que mais não são do que uma manifestação de união e alegria de um povo que sempre lutou com todas as suas forças contra o esquecimento e alienação.

Carapito, uma forma própria de ser!

Carapito não é mais que uma das muitas aldeias que fazem parte das entranhas de um Interior, muitas vezes apontado como o fim da linha, onde nada acontece, de onde todos fogem. Pois bem, queremos também com esta data histórica mostrar que há Interior com vida. Boa vida até! Diria mesmo, qualidade de vida! De nada nos valem os queixumes e se vierem a Carapito vão ver como sempre soubemos transformar lamentos e hinos de vida.

Esta é uma aldeia que nunca parou no tempo. Temos emigração, sim. Mas uma emigração que regressa, em média, mais cedo que o que é habitual noutros locais. Que mesmo longe vive com a mesma intensidade cada foguete que sobe ao ar. Para ilustrar este ponto, recordo que, ainda a propósito das comemorações dos 500 anos do Foral, o ano passado, para apresentação do evento, a comissão organizadora, só na Suíça, reuniu à mesma mesa, cerca de centena e meia de carapitenses e amigos.

Cientes de que foram muitos os forais que D. Manuel atribuiu, e de que não temos meios para festejos ao nível de uma cidade ou mesmo vila, entendemos que a História é para ser honrada, e assim o faremos, de acordo com as nossas possibilidades e dimensão, para que as gerações futuras continuem a enaltecer o nome de Carapito.

Conto para isso com todos vocês, como o elo mais importante para nos ajudar a transmitir o testemunho que El-Rei D. Manuel entendeu por bem enviar a terras longínquas. 

Em nome dele vos nomeio “os mais nobres mensageiros, aquém e além-mar. Que destas terras falai, para bem do povo e do reino. Muito mais podeis colher em nobres hortas de informação: http://www.500anosforalcarapito.pt/ e no facebook (500anosforalcarapito)”.

1743633_610697118983623_1382746535_n

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *