Concelho,  Notícias

Autárquicas 2021: candidaturas à Câmara de Aguiar da Beira prevêem gastar cerca de 57 mil euros na campanha eleitoral

Segundo os orçamentos entregues pelos partidos e grupos de cidadãos e disponibilizados na página electrónica da Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP), as quatro candidaturas à Câmara Municipal de Aguiar da Beira prevêem gastar 56.784 euros na campanha eleitoral para as próximas autárquicas de 26 de Setembro.

A candidatura do Movimento Independente “Unidos Pela Nossa Terra” (UPNT) apresenta o orçamento mais elevado, com 33.909€, seguido da candidatura do PSD, com 19.250€, da da CDU, com 2.125€ e da do CHEGA, com 1.500€. Apesar de não ter apresentado candidatura à Câmara Municipal de Aguiar da Beira, o CDS-PP apresenta um orçamento de 1.000€ para as eleições no concelho.

A maior contribuição para a receita apresentada nos orçamentos resulta da subvenção estatal, exepto no caso da candidatura do CHEGA, que conta principalmente com a contribuição do partido, uma vez que para receber a subvenção estatal é necessário obter representação de pelo menos um elemento directamente eleito ou, no mínimo, 2% dos votos em cada um dos sufrágios, para a Câmara e para a Assembleia Municipal.

As candidaturas prevêem gastar a maior parte dos respectivos orçamentos em comícios e espectáculos, em estruturas, cartazes e telas, em brindes e outras ofertas e em propaganda, comunicação impressa e digital.

Campanha eleitoral para as autárquicas em Portugal vai custar cerca de 34 milhões de euros

O orçamento de todas as candidaturas na campanha eleitoral para as autárquicas de 26 de Setembro ascende a 33,6 milhões de euros. O PS apresenta o orçamento mais elevado, com 11,43 milhões de euros, seguido do PSD, com 9,86 milhões de euros. A CDU prevê gastar 5,39 milhões de euros, o BE 989 mil euros, o CDS-PP 749 mil euros, o CHEGA 646 mil euros, o Nós Cidadãos 343 mil euros, a Iniciativa Liberal 321 mil euros, o PAN 168 mil euros, o PPM 20 mil euros, o RIR 9.000 euros, o MPT 5.500 euros, o PDR 2.500 euros, o PTP 2.200 euros, o Ergue-te 1.600 euros, o MAS 1.500 euros e o PCTP/MRPP 1.050 euros.

Os grupos de cidadãos prevêem gastar 2,6 milhões de euros nas 64 candidaturas que apresentaram.

Em Portugal há 308 municípios (278 no continente, 19 nos Açores e 11 na Madeira) e 3.092 freguesias (2.882 no continente, 156 nos Açores e 54 na Madeira).

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *