Concelho

Dois mortos e dois feridos graves num tiroteiro em Aguiar da Beira

Imagem RTP.
Imagem RTP.

O concelho de Aguiar da Beira acordou hoje com a notícia de um tiroteio que tinha tirado a vida a um militar da GNR de Aguiar da Beira e deixado outro gravemente ferido. Os crimes resultaram de uma tentativa assalto a um hotel em construção, junto às termas das Caldas da Cavaca, cerca das 07h30.

O militar morto foi assistido ainda no local, mas acabou por não sobreviver. O outro militar foi transportado em estado grave para o hospital de Viseu, como confirmou ao jornal Público, o major Pedro Gonçalves, porta-voz do Comando Territorial da GNR da Guarda: “Foi uma situação macabra. A viatura da GNR terá sido utilizada durante alguns quilómetros pelos suspeitos. Um dos militares ficou ferido no local onde se desencadeou a situação e o outro fomos encontrá-lo no interior da bagageira da viatura da guarda que tinha sido abandonada a cerca de cinco quilómetros do local. Infelizmente, veio a falecer pouco depois“.

Também em declarações à TSF, o major Pedro Gonçalves fez o ponto de situação.

Major Pedro Gonçalves em declarações às televisões (SIC Notícias).
Major Pedro Gonçalves em declarações às televisões (SIC Notícias).

Mais tarde surgiu a notícia de que próximo do local onde ocorreram os disparos tinha sido também encontrado um casal baleado. Luís Pinto, de 29 anos, natural de Benvende, morreu no local. A mulher, Liliane Pinto, de 26 anos, natural de Ponte do Abade, seguiu para o hospital de Viseu “em estado muito grave“, estando neste momento com prognóstico muito reservado. O casal teria partido de Trancoso em direção a Coimbra, para uma consulta, quando foi intercetado e baleado pelos suspeitos, na EN229, que lhes roubaram o carro.

As autoridades têm montada neste momento uma caça ao homem que se estende de Aveiro à fronteira, tendo um dos suspeitos já sido identificadoEste encontra-se fortemente armado e já terá disparado novamente contra a GNR numa troca de tiros. As buscas concentram-se agora em Candal – S. Pedro do Sul, onde estão dezenas de elementos de diversas forças de segurança e também um helicóptero. Os moradores de várias aldeias de S. Pedro do Sul já foram aconselhados a não sair de casa.

O militar morto, Carlos Caetano, era natural da Quinta das Lameiras e tinha 29 anos. António Ferreira, 41 anos, residente em Sezures – Penalva do Castelo, o militar que foi ferido com gravidade, já teve alta hospitalar e encontra-se a recuperar da situação traumática pela qual passou.

Carlos Caetano.
Carlos Caetano (Facebook).

Neste momento há ainda várias perguntas por responder, sendo o principal objetivo das autoridades a captura dos suspeitos dos crimes. O dispositivo de buscas foi suspenso para reformulação, mantendo-se no entanto um destacamento no local. O indivíduo, pelo conhecimento que tem do terreno e pelo treino militar que teve, poderá aguentar ainda alguns dias a monte. A irmã veio já a público defendê-lo.

 

Última atualização em 15/10/16 às 20.00.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *