Carapito

S. Pedro trouxe chuva para a sua festa

9
Actuação d’Uskadkasa, na noite de sábado.

A festa de S. Pedro de Verona prometia este ano ser em grande, principalmente porque o calendário coordenou-se para juntar ao fim de semana o feriado de 1 de Maio. O tempo viria a fazer das suas…

A festa começou no dia 29 de Abril com uma missa em honra de S. Pedro de Verona, o seu dia.

Na 6a feira, 1 de Maio, o grupo Kayene veio trazer muitos festeiros à Praça, mesmo que o tempo não se mostrasse muito convidativo, tendo trazido alguns chuviscos.

No sábado a manhã foi dedicada à feira e concurso de gado como já é habitual. É também com enorme prazer que vemos que de ano para ano a feira tem melhorado e tem-se expandido, principalmente devido ao número cada vez maior de carapitenses que expõem os seus produtos na feira. Não vimos só os produtos naturais mas também muitos produtos artesanais, que mostram grande criatividade e capacidade de trabalho.

2
Vista de parte da feira de S. Pedro.

Para o concurso de gado foram vários os carapitenses que levaram ao Calvários os seus animais, ainda que este ano em menor número que em anos anteriores.

3
A feira e concurso de gado.

A tarde estaria guardada para uma chega de bois no Campo dos Mosqueiros, onde foram muitas as dezenas de pessoas que até lá se deslocaram para assistirem. Vários exemplares de grande porte defrontaram-se em pegas que prometiam grande espectáculo, mas que depois acabaram por não se concretizar. Foi uma actividade nova, que a ver pela enorme afluência criou grande expectativa, mas que segundo as reacções do público deixou bastante a desejar. Ainda assim, experimentou-se uma actividade nova.

4
Chega de bois no campo dos Mosqueiros.

A noite teria animação do grupo Uskadkasa, que para além do enorme palco como vários grupos já nos têm habituado nos últimos anos, atraiu muita gente ao recinto da festa. Os músicos e suas bailarinas prenderam a assistência e chamou muitos pares ao recinto.

5
Noite de sábado com a Praça cheia para ver a actuação d’Uskadkasa.

O dia que até se mostrou bastante agradável em termos climatéricos terminaria a altas horas da madrugada.

O Domingo esse, infelizmente, traria consigo chuva durante praticamente todo o dia.

Após a alvorada com morteiros, o Grupo de Bombos ainda saiu para percorrer as ruas da aldeia, mas rapidamente a chuva apareceu e fez com que a actuação terminasse mais cedo.

A manhã continuou com chuva, o que fez com que após após a missa em honra do santo não tivesse sido possível realizar a procissão, ficando os andores muito bem arranjados dentro da igreja. Quem sabe o S. Pedro este ano não queria sair à rua.

6
Durante a eucaristia, enquanto lá fora a chuva caía sem parar.

Como a chuva não quis parar, a festa teve que se mudar para o Clube, tendo causado grande transtorno aos mordomos, que tiveram que transportar todo do bar para lá, para além de a festa ter deixado o seu habitat natural.

O Grupo de Concertinas Clave de Sol, de Pena Verde actuou já no salão de festas do CCRC, perante numerosa assistência, tendo também recolhido muitos aplausos.

7
Já no Clube, enquanto actuava o Grupo de Concertinas.

A festa continuou pelo resto da tarde e noite com música a cargo do grupo musical K5 e assim terminou mais uma festa de S. Pedro de Verona em Carapito.

Os mordomos deste ano foram:

Paulo Tenreiro
Luís Tomas
Rui Almeida
António Dias
Tadeu Marques
Emanuel Marques
Luís Carlos Tenreiro
Liliana Caetano
Sara Domingos

Nomearam para os substituir na festa de 2016 os seguintes mordomos:

José Francisco Caseiro
Afonso Figueiredo Tenreiro
Mário da Silva Caseiro
Paulo Lopes
José Ricardo da Fonseca Santos
Daniel Navoeiro
Bruno Reis
Ricardo Pinheiro
Joana da Fonseca Santos
Helena Caseiro de Almeida

Parabéns aos mordomos deste ano e que os do próximo ano tenham mais sorte com o tempo.

8
O S. Pedro que este ano quis ficar dentro da Igreja.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *