Município de Aguiar da Beira em 11.º lugar no ranking global dos municípios de pequena dimensão do AFMP 2020

Município de Aguiar da Beira surge no 11.º lugar do ranking global dos municípios de pequena dimensão integrados na lista dos 100 melhores classificados globalmente no Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2020.

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2020, apresentado a 13 de Dezembro, mostra que 20 dos 308 municípios excederam o limite da dívida total definido no Regime Financeiro das Autarquias Locais e das Entidades Intermunicipais (RFALEI). A média nacional dos passivos por habitante foi de 624€, com o Município de Marinha Grande a apresentar o valor mais baixo — 61€/habitante e o Município de Fornos de Algodres a apresentar o valor mais alto 6258€/habitante.

Segundo o relatório, cerca de 77% dos municípios portugueses terminaram o ano 2020 com uma situação “não muito favorável” relativamente à eficácia e eficiência na gestão financeira. Ainda assim, a presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) disse estar “muito satisfeita” com os resultados e destacou o contributo do poder local para que o país registe “boa situação financeira”. Apesar da pandemia, a dívida dos municípios desceu 138 milhões de euros em 2020.

Largo dos Monumentos — Aguiar da Beira. © Caruspinus

O Município de Aguiar da Beira surge com destaque positivo em vários indicadores, nomeadamente nos seguintes rankings:

  • Municípios com menor valor pago em despesa com pessoal: 27.º lugar, com 2 167 643 euros (+2,9% que em 2019);
  • Municípios com menor volume de juros e outros encargos financeiros: 10.º lugar, com 594 euros (-44,4% que em 2019);
  • Municípios com maior equilíbrio orçamental: 16.º lugar, com uma percentagem de 73,7%, (receita bruta cobrada/despesa corrente paga acrescida dos pagamentos das amortizações de empréstimos de médio e longo prazo);
  • Municípios com menor valor no passivo exigível: 17.º lugar, com 1 339 994 euros;
  • Municípios com melhor índice de dívida total: 42.º lugar, com 20,1% (6 655 770€ de média de receita corrente e 1 339 994 € de dívida total);
  • Municípios com melhor resultado operacional: 11.º lugar, com 38,5%.

No ranking global dos municípios de pequena dimensão integrados na lista dos 100 melhores classificados globalmente o Município de Aguiar da Beira surge na 11.ª posição, com 1277 pontos, sendo o segundo município mais bem classificado no Distrito da Guarda, atrás do Município de Vila Nova de Foz Côa, que obteve 1298 pontos.

Os dados económicos e financeiros presentes no relatório mostram ainda que o Município de Aguiar da Beira tem um património líquido de 58 520 783 euros, resultados líquidos de 251 034 euros, dívidas a terceiros de 1 339 994 euros (853 704 euros em empréstimos e 486 290 euros em outras modalidades), dívidas de terceiros de 879 298 euros, 103 trabalhadores e 5228 habitantes.

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2020 foi apresentado a 13 de Dezembro, numa conferência online transmitida no canal da Ordem no YouTube. O estudo, da responsabilidade do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade (CICF) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPOCA) e do Centro de Investigação em Ciência Política da Universidade do Minho, conta, uma vez mais, com o apoio da Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) e do Tribunal de Contas. Esta é a 17.ª edição do Anuário.

O relatório completo pode ser acedido clicando na imagem abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.