Notícias,  País

Covid-19: Governo decreta nova situação de calamidade e propõe uso obrigatório de máscara na rua

O Primeiro-Ministro anunciou hoje que irá entrar em vigor a partir das 0h00 de quinta-feira e por 15 dias nova situação de calamidade em todo o país. Mudança trará mais restrições em ajuntamentos e em celebrações particulares e a possibilidade de tornar obrigatório o uso de máscara na rua, bem como a instalação da aplicação StayAway Covid em contexto de trabalho e escola.

O primeiro-ministro falou esta quarta-feira no fim do Conselho de Ministros para anunciar a passagem do “estado de contingência” para o “estado de calamidade” em todo país no combate à pandemia de Covid-19. António Costa anunciou ainda medidas mais restritivas, como o limite dos ajuntamentos a 5 pessoas, a limitação de casamentos a 50 pessoas, a proibição de festas académicas ou o início de um processo legislativo para que a máscara passe a ser obrigatória na rua.

Estas são as oito novas medidas do Governo para tentar travar a pandemia.

  • Ajuntamentos limitados a 5 pessoas na via pública;
  • Casamentos limitados a 50 pessoas;
  • Proibição de todos os festejos académicos nas universidades e politécnicos;
  • Determinar o reforço da fiscalização das forças de segurança e da ASAE;
  • Multas de 10 mil euros para estabelecimentos comerciais que desrespeitem as regras;
  • Recomendação de uso de máscara na via pública sempre que não se puder manter o distanciamento físico;
  • O Governo vai apresentar uma proposta de lei no Parlamento para fixar a obrigatoriedade de uso de máscara na via pública sempre que se justificar;
  • O Governo vai apresentar uma proposta de lei no Parlamento para que a app #StayAwayCovid passe a ser obrigatória em contexto escolar, administração pública, laboral e forças armadas.

 

Convívios familiares originaram 67% dos casos de Covid-19 da última semana

A Direcção-Geral de Saúde revelou na passada sexta-feira que 67% dos novos casos de Covid-19 em Portugal nos dias anteriores tinham tido origem em convívios familiares como baptizados, bodas e banquetes. Nesta segunda-feira foi divulgado o caso que aconteceu em Cinfães, em que um casamento com mais de 200 pessoas fez duplicar o número de casos de Covid-19 no concelho e levou ao isolamento de várias turmas da escola local.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *