Região

Circulação na Linha da Beira Alta com perturbações devido a obras de modernização

A CP informou hoje que, por motivo de obras na Linha da Beira Alta a cargo da Infraestruturas de Portugal, irá proceder-se a transbordo rodoviário ao comboio Regional 5400/1  com origem na Guarda às 05:01 e com destino a Coimbra, entre os dias 26 e 30 de Agosto. O serviço rodoviário de substituição realiza-se entre Mortágua e Coimbra.

A alteração diz respeito às obras de modernização da Linha da Beira Alta, no troço Troço Pampilhosa — Santa Comba Dão, e à construção da Concordância da Mealhada, prevendo-se outras alterações ao longo do tempo.

O concurso para esta empreitada tem um prazo de execução de 840 dias e um valor base de 66 milhões de euros.

Intervenções a executar no âmbito da obra do Troço Pampilhosa — Santa Comba Dão:

  • Intervenção em 34 km de via;
  • Substituição integral da super-estrutura de via com utilização de travessas mono-bloco polivalentes em betão e carril 60 E1;
  • Alteração do layout da estação de Mortágua para cruzamento de comboios de 750 metros de comprimento e optimização das condições de exploração;
  • Remodelação da estação de Mortágua e apeadeiros, incluindo alteamento, alargamento e prolongamento de plataformas, edifícios e acessibilidades;
  • Construção de infraestruturas de suporte à componente de sinalização e telecomunicações;
  • Adaptação das instalações fixas de tracção eléctrica e implementação de RCT+TP;
  • Reabilitação/reforço de túneis (10) e pontes (8);
  • Supressão de passagens de nível (Luso e Mortágua) e construção de desnivelamentos.
Intervenções a executar no âmbito da obra de Construção da Concordância da Mealhada:
  • Construção de ligação directa electrificada entre a Linha do Norte e a Linha da Beira Alta, a norte da Estação da Pampilhosa, com 3,2 km;
  • Construção de Estação Técnica com linha de resguardo com 820 m entre estacas limite para funcionar como “buffer” de entrada e saída da Linha do Norte;
  • Construção de Viaduto ferroviário com cerca de 1 km;
  • Construção de infraestruturas de suporte à componente de sinalização e telecomunicações,
  • Implementação de RCT+TP.

Serão ainda realizadas obras no sub-troço Guarda — Cerdeira (parte do troço Guarda — Vilar Formoso), num investimento no valor de 8,7 milhões de euros com um prazo de execução de 294 dias.

Com a conclusão das intervenções previstas no âmbito da Modernização da Linha da Beira Alta a CP “prevê alcançar uma redução de mais de 120 milhões de toneladas CO2 até 2046 e ao mesmo tempo aumentar em cerca de 20% o número de comboios a circular por ano e de 26% do número de toneladas/ano transportadas por esta linha“.

A Linha da Beira Alta, principal ligação ferroviária à Europa, faz parte da rede core da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T) e integra o Corredor Ferroviário de Mercadorias n.º 4. 

No quadro do Plano de Investimentos Ferrovia 2020, a Ligação Porto/Aveiro – Vilar Formoso (através da Linha da Beira Alta) é definida como um projecto prioritário que visa reforçar a ligação do Norte e Centro de Portugal com a Europa por caminho-de-ferro, de modo a viabilizar um transporte ferroviário de mercadorias eficiente, potenciando o aumento da competitividade da economia nacional.

As empreitadas de modernização do Troço Pampilhosa – Santa Comba Dão e construção da Concordância da Mealhada e da modernização do sub-troço Guarda — Cerdeira integram a candidatura “Ligação Ferroviária Aveiro-Vilar Formoso no Corredor Atlântico: Linha da Beira Alta (Pampilhosa — Vilar Formoso), aprovada ao abrigo do Programa CEF (Mecanismo Interligar a Europa) com uma taxa de co-financiamento de 85%.

Pode consultar o projecto aqui.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *