Candidatura da AMRC ao programa PARES 3.0 foi aprovada

© AMRC

Já são conhecidos os resultados do Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) 3.0, da Segurança Social, onde foi aprovada a candidatura da Associação Menina do Rosário de Carapito (AMRC). A AMRC foi uma das várias associações contempladas no concelho de Aguiar da Beira, após candidatura feita em 2020.

Apesar da aprovação da candidatura, a associação aguarda ainda a assinatura do protocolo, o que deverá acontecer brevemente.

A AMRC foi constituída em 2014 com o objectivo principal de criar um lar de idosos (ERPI) em Carapito, objectivo esse que está agora mais próximo de acontecer.

O PARES tem por finalidade apoiar o desenvolvimento e consolidar a rede de equipamentos sociais no território continental e incide na criação de novos lugares em creches, no reforço dos serviços de apoio domiciliário e dos centros de dia, no aumento do número de lugares em lares de idosos e na integração de pessoas com deficiência.

O financiamento no âmbito do PARES destina-se a obras de construção de raiz, obras de ampliação, remodelação de edifício ou fracção, aquisição de edifício ou fracção e, desde que associadas às componentes de investimento mencionadas anteriormente, abrange ainda a aquisição de equipamento móvel destinado ao apetrechamento das infraestruturas afectas às respostas sociais elegíveis, projectos técnicos de arquitetura e de engenharia e fiscalização da obra.

O programa teve uma dotação orçamental inicial de 110 milhões de euros, valor que foi reforçado, no último mês de Dezembro, em 47 milhões de euros, devido ao “interesse público na criação de respostas sociais e à insuficiência da dotação face aos projectos candidatados” e à “necessidade complementar de reforçar o número de respostas sociais com caráter residencial para pessoas portadoras de deficiência em situação de dependência e vulnerabilidade social”, fazendo ascender o total a 157 milhões de euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.