A Guarda é a cidade portuguesa com menos casas para venda e arrendamento equipadas com ar condicionado

Capital de Distrito apresenta o menor número de casas anunciadas para venda e arrendamento equipadas com ar condicionado. Apenas 2,8%.

O website Idealista realizou recentemente um estudo em que analisou cerca de 278.900 casas anunciadas no marketplace imobiliário de Portugal a 19 de julho de 2019 em que a variável em análise foi a presença ou não de ar condicionado (A/C). Os resultados mostraram que apenas 13,9% dos imóveis que estão à venda ou para arrendar no mercado nacional têm este equipamento.

Faro é a cidade que apresenta mais casas com A/C anunciadas para venda e arrendamento (31%), seguindo-se Viseu (23,8%), Braga (21%), Lisboa (18,5%) e Setúbal (15,2%). No Porto só 13,1% dos imóveis anunciados para venda e arrendamento têm A/C, valor que é inferior à média nacional (13,9%).

No lado oposto à cidade de Faro encontra-se a Guarda, que é a cidade portuguesa com menos casas anunciadas para venda e arrendamento equipadas com A/C — apenas 2,8%. Bragança e Ponta Delgada, com 3,7% e 3,9%, respetivamente, completam o três últimos lugares da lista. 

Por regiões, é no Algarve onde existe uma maior percentagem de casas climatizadas através de A/C anunciadas para venda e arrendamento (31%), seguindo-se Lisboa (18,5%) e o Alentejo (14%). No fim da tabela encontram-se os Açores (3,9%). 

Outra das conclusões do estudo mostrou que há mais casas anunciadas para arrendamento do que para venda com A/C: 17,1% contra 13,8%. Este cenário foi verificado, por exemplo, nas cidades de Lisboa (arrendar: 20,2%; venda: 18,3%), Évora (arrendar: 28,6%; venda: 8,5%), Braga (arrendar: 24,6%; venda: 20,8%) e Aveiro (arrendar: 20,9%; venda: 10,7%). Em Faro, 31,2% das casas que estão anunciadas para venda dispõem de sistema de climatização enquanto que daquelas que estão para arrendamento apenas 13,3% contam com esse equipamento. 

O estou mostrou ainda não haver casas anunciadas para arrendar com A/C em Beja, Bragança, na Guarda e em Portalegre.

www.idealista.pt

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *