O prémio que nenhum profissional de saúde queria

Esta semana ficou indiscutivelmente marcada pelas afirmações do Presidente da República e do Primeiro Ministro sobre a realização da fase final da Liga dos Campeões em Portugal, já em Agosto.

TVI24, 16 de Maio de 2020.

Sic Notícias, 17 de Junho de 2020.

Percebemos perfeitamente a ideia que ambos quiseram transmitir — devido à actuação dos profissionais de saúde, Portugal está numa situação que gera confiança nas entidades internacionais e, por isso, os profissionais de saúde estão de parabéns. Mas, a verdade, é que foram afirmações ridículas e que nenhum deles devia ter proferido, em especial o Primeiro Ministro. Não daquela forma. Sim, a categorização é mesmo esta, ridículas.

Até agora ainda não houve um único profissional de saúde que se sentisse premiado, mesma nas condições a que o Primeiro-Ministro queria referir-se, principalmente porque a situação está longe de estar resolvida. E, depois, sabendo-se que o evento irá decorrer entre os dias 7 e 23 de Agosto. E não, não é só um jogo, são vários. Mas qual é o problema, se não houver público nas bancadas? O problema é que, não só ainda não está decidido se poderá ou não haver público nas bancadas, como irá tentar-se fazer tudo o que for possível para que isso aconteça, porque esse é o objectivo. Vimos recentemente o que é que aconteceu em Itália após um único jogo…

TSF, 17 de Junho de 2020.

Evidentemente que nada disto é novo. Lembramo-nos perfeitamente como foi quando Madonna andava por Lisboa.

Sic Notícias, 3 de Julho de 2018.

Como já se estava a ver, não ia correr bem e o Presidente da Câmara teve que se desdobrar em explicações.

NiT, 30 de Junho de 2018.

Apesar de o número de infectados em Portugal ter vindo a crescer na última semana, é um facto que houve, em geral, uma boa gestão da situação nos últimos meses. Mas, também é um facto que houve várias situações que não serão esquecidas tão cedo, como a primeira afirmação ridícula do Primeiro Ministro neste contexto.

Jornal de Notícias, 23 de Março de 2020.

Dinheiro Vivo, 24 de Março de 2020.

É verdadeiramente inacreditável e até inexplicável, como é que o Primeiro Ministro consegue fazer uma afirmação que era, não só redondamente falsa, como extremamente fácil de desmentir…

Claro que já estamos habituados ao optimismo exagerado dos políticos, especialmente quando é para benefício próprio. Felizmente existe liberdade de expressão e investigação e, muitas vezes, são eles próprios que ficam mal vistos, e bem, numa tentativa de “adocicar” tudo e mais alguma coisa.

TSF, 18 de Junho de 2020.

Já aqui vimos várias vezes que uma grande parte do que circula nas redes sociais ou é mentira, ou é parcialmente mentira ou é deliberadamente adulterado para causar impacto negativo. Esta semana circulou uma comparação entre os “prémios” que França, Alemanha e Portugal decidiram dar aos seus profissionais na linha da frente no combate ao coronavírus. Apesar de não ser 100% verdadeira, pois os profissionais de saúde (e todos os funcionários públicos) tiveram em Maio um aumento com retroactivos a Janeiro, é como se fosse, porque o aumento foi de… 0,3%. Na Suécia, onde foi adoptada uma forma diferente de combate à pandemia que, diga-se, confirmou-se ser completamente errada, os profissionais de saúde foram aumentados em 220% para compensar o aumento de horas de trabalho e o risco acrescido.

Assim, o que ficará na lembrança será que a França atribuiu um bónus de até 1500€ aos seus profissionais de saúde e os portugueses receberam como prémio a fase final da Liga dos Campeões (apesar de não ter sido esse o sentido das afirmações). Pode não ser justo, mas é a realidade e o Governo merece ser gozado e criticado por causa disso.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer juntar-se à discussão?
Sinta-se à vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *